O Verdadeiro Sucesso

Foi com um misto de espanto e curiosidade que vi, nas mídias sociais, o buzz sobre um comercial da Mercedes que usava a famosa “canção” Lek, Lek, Lek. Mesmo estando no ocaso d0s memes da internet, a performance do “Passinho do Volante”, do Mc Federado (que chegou a 32 milhões de visualizações no YouTube) ainda era muito conhecida e estava na boca do povo.

Aí veio a ideia mágica, sensacional, de um esperto publicitário, responsável pela campanha do Mercedes Classe A. “Por que não colocamos o Passinho do Volante para apresentar o comercial?”, deve ter pensado ele. O resultado iria ser interessante: iria virar um viral, o pessoal ia achar engraçado, milhares de compartilhamentos no Facebook e menções no Twitter. E, realmente, foi o que houve. Uma versão apenas para internet foi lançada tendo a inimaginável junção de um Mercedes com um funk popularesco.  Pra quem não viu, veja abaixo:


Infelizmente, para a Mercedes, o público não é tão cognitivamente fraco quanto se imaginava. Rapidamente comentários duvidando do bom gosto da marca, bem como da qualidade do comercial e da sua trilha sonora, outrora campeã, pulularam na internet com tamanha força que a versão televisiva da campanha foi irrisória. É fato que a vinculação da marca foi uma decisão errada.

No meio deste processo, achei que estaríamos em um sombrio tempo onde se pensaria mais no fácil do que no criativo. Até que um lampejo apareceu. E na mesma categoria de negócios. Este lampejo foi a campanha “Corrida Maluca”, do novo Peugeout 208. Apelando  exatamente para um desenho que fez sucesso na infância e juventude do público-alvo da marca, foi instantânea a sua repercussão positiva. Mais uma vez, pra quem não viu, olha aí:


Difícil achar quem não ficou empolgado em ver, “em carne e osso”, a Quadrilha de Morte, Dick Vigarista e Mutley, Barão Vermelho, entre outros, (além da linda Penélope Charmosa). Uma ótima associação.

Aliás, associação de marca é o tema que rege este estudo de caso. Toda marca deve ser bem associada com atributos que sejam verdadeiras extensões do seu posicionamento e daquilo que a marca representa. David A. Aaker, um dos mais aclamados experts em Branding nos indica, no seu livro “Brand Equity”, que as decisões de associação de marca “determinarão não só o sucesso de curto prazo mas também a viabilidade de longo prazo, porque as associações precisam dar apoio às vantagens competitivas que sejam sustentáveis e CONVINCENTES” (pág. 164). Percebe-se que uma destas campanhas se encaixa perfeitamente neste ponto, enquanto outra deixa a desejar.

A Mercedes-Benz ignorou o seu belo e eficaz posicionamento de carro de luxo, voltado para um público diferenciado e colocou um tosco funk para representar sua marca. Do outro lado, a Peugeot se uniu à um dos desenhos de maior sucesso da história, trazendo uma cultura de amizade e diversão para o seu produto. Deixo vocês decidirem qual é o VERDADEIRO SUCESSO: O caminho mais fácil ou o caminho da criatividade e da decisão estratégica feliz.

Anúncios

Um comentário em “O Verdadeiro Sucesso

  1. Sem sombra de dúvida a criatividade sempre terá um lugar especial na corrida em busca do sucesso! Parabéns a equipe peugeot. E principalmente parabéns a você Bergamo, pela matéria.. Show de bola..

Participe com sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s