Porque o Twitter é mais que uma Rede Social

Sem sombra de dúvida, a influência do Facebook na vida das pessoas é estupenda. A média dos usuários é passar mais de 7 horas por mês (no Brasil 4,8 horas) na rede social, de acordo com a ComScore. Mas uma coisa que não se pode desconsiderar é o amadurecimento do Twitter. Enquanto o Facebook ainda está na fase de desenvolvimento e aprendizado (ainda mais com a entrada da Timeline), o Twitter chegou num estágio de utilização plena pelos seus usuários. E cada vez surpreende o poder que esta mídia social possui. O que me leva a dizer que ela é mais do que uma simples rede, e que indica que a sua perenidade terá níveis maiores que o das outras redes, incluindo o Facebook.

Abaixo trago algumas razões para esta colocação:

1. Foco na Informação
Diferente do Facebook, do Orkut e de redes similares, o foco do Twitter é informação. Enquanto nas redes citadas, o objetivo é interagir, no Twitter é receber informação de fontes selecionadas. Estas informações acabam sendo mais segmentadas, o que enriquece o conteúdo e a rapidez da informação.

O Twitter se tornou uma mídia velocíssima. Qualquer informação chega mais rápido ali do que em qualquer outra mídia, digital ou não.  E esta disputa está longe de ser vencida por outra mídia. Ninguém pode competir com o Twitter neste ponto, nem mesmo o Facebook.

2. Twitter é uma Plataforma
Mais que uma rede social, o Twitter é uma plataforma de contato social. Enquanto o Facebook, apesar de ser imensamente acessado, os donos esperam que se jogue com as próprias regras de tal rede, usando site e aplicativos oficiais.  Já no Twitter, é permitido utilizar o sistema através de diversos aplicativos “terceirizados” (ex.: HootSuite, TweetDeck, ÜberSocial, Echofon, entre outros), o que dá uma flexibilidade de trabalho muito maior.

Além disso, o usuário pode definir como quer utilizar a rede (feed de notícias, participante ativo, vitrine de um site ou blog, entre outros). Isto é uma característica ímpar das plataformas sociais.

3. Twitter é Anônimo
Você não precisa se logar como uma pessoa física completa, com nome, sobrenome, parentes, amigos. Você simplesmente entra com o mínimo de informações pessoais, completamente diferente do Facebook e do Google+. Além disso, você pode ter várias contas, que podem  focar opiniões sobre os mais diversos temas, incluindo comédia, cinema, entre outros. E isto não estará vinculado com a sua conta oficial, como nas outras redes.

4. Twitter é uma rede de seguidores
Se você usa o twitter para demonstrar amizades, você está no lugar errado! É muito gostoso acompanhar a família, amigos e colegas. Mas isso não se faz no Twitter. O Twitter é uma rede de estranhos. A maioria dos perfis que seguimos não é de pessoas que conhecemos pessoalmente, mas sim de gente que nunca vimos, mas que estamos ávidos para consumir informações, simplesmente por admirarmos estas pessoas ou entidades.

Este, talvez, seja o ponto de toque mais importante. O Twitter não é uma rede de amizades, mas de seguidores. Como o objetivo é gerar e consumir informações, quem não gera informação se torna desinteressante. Se o usuário tem essa dificuldade, dificilmente terá vida na plataforma.

5. Relevância
Seguindo o item anterior, temos o tema da relevância. Este ponto é fundamental para a sobrevida e importância maior do Twitter. A plataforma tem ditado o que é relevante para os públicos e sociedade ao redor do mundo. O Trending Topic é uma ferramenta maravilhosa e tem revolucionado muitas decisões de comunicação e marketing. As campanhas, via hashtags, tem um potencial gigantesco.

Por ter caráter informativo acima de tudo, grande parte das discussões e dos posts tem alta relevância para aqueles que seguem os geradores destas informações. O que é fantástico e mais saudável para os usuários, em termos de experiência de uso. Ao contrário do Facebook, onde a relevância dos posts são muito baixas, mas são consumidas, sem a possibilidade de uma prévia ponderação.

6. Acesso a Formadores de Opinião
No Twitter, é fácil o acesso ao pensamento e cotidiano de Formadores de Opinião, Celebridades, Políticos, Esportistas… Coisa que nenhuma outra rede oferece.

7. Potencial para Marketing
Veja, falo aqui de potencial de ações integradas de marketing. Claro que o Facebook, por exemplo, tem se tornado uma mídia indispensável para quem quer comunicar uma marca, uma ideia ou um produto. E faz com que Mark Zuckerberg fique cada vez mais rico! Mas a economia do Facebook é baseada em anúncios! O que, efetivamente, dá cara de propaganda à mensagem.

No Twitter, os anúncios são posts normais, que passariam despercebidos se não estivesse escrito “Tweet Patrocinado” embaixo. Além disso, se um formador de opinião posta algo sobre um produto, o poder é muito maior. Assim, campanhas no Twitter tem mais cara de Publicidade, e não de mera propaganda.

Em virtude destes pontos, fortaleço minha opinião do Twitter como mais que uma rede ou mídia social. É um mundo diferente, que só tende a crescer, principalmente, em relevância. Por isso, quem usa com afinco a plataforma, não para de usar e nem pensa em parar. A maturidade deste produto será longa e próspera!

 

Anúncios

Participe com sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s